Allez au contenu, Allez à la navigation, Allez à la recherche, Change language

  • Applications
  • Tumblr

Página inicial > O dia-a-dia

O Diário 2011

17 de Maio
  • Actualités
  • Vidéos
  • Photos
  • Audios

Pater: um diálogo entre Alain Cavalier e Vincent Lindon

Dia 17.05.2011 às 12:00 AM - Updated on 20.05.2011 at 6:28 PM

O cineasta Alain Cavalier, prémio do júri com Thérèse em 1986, interroga-se em Pater, sobre a relação entre o encenador e o actor, assim como as relações de poder. Quarto e último filme francês da Competição, Pater é uma obra particularmente singular entre ficção e documentário.

 

 

Foi Thierry Frémaux que fez a melhor publicidade de Pater, na conferência de imprensa em que comunicou a selecção: "É um filme extremamente singular, extremamente inventivo. Um dos filmes mais bizarros que se verá em Cannes este ano".
 
Em Pater, Alain Cavalier e Vincent Lindon interpretam os seus próprios personagens: um encenador e um actor, dois amigos ligados por uma relação de pai a filho, que discutem, perguntando-se que filme fariam juntos, e que, de vez em quando, filmam-se em homens de poder. «É uma brincadeira», diz Alain Cavalier. Brincadeira e maneira de fazer a eterna pergunta, sem resposta, do Cinema: é verdade ou mentira?
 
Carreira original, a de Alain Cavalier. É na altura que alcança mais sucesso (Mise à Sac, La Chamade) que decide de renunciar à realização. Regressa oito anos mais tarde com obras mais experimentais e aperfeiçoadas como Le Plein de super (1976) e Martin et Lea (1978). Após o êxito inesperado de Thérèse, prémio do júri em Cannes, em 1986, retira-se novamente durante vários anos e abandona a ficção, os actores e as histórias para interessar-se às pessoas e às suas vidas.
 
A aparição de pequenas câmaras DV suscita uma viragem na sua carreira, permitindo-lhe filmar os seres muito perto e revelar o seu estilo tão singular, entre documentário e auto ficção.
 
Desde Vies, em 2000, ele encadeia filmes a um ritmo bem sustido. Dois dos seus últimos filmes foram seleccionados para Um Certain Regard: Le filmeur, exercício de auto análise recompensado, justamente, com o prémio da Intimidade, e Irène, sobre um antigo amor tragicamente desaparecido. Com Pater, ele volta a encontrar a Competição.
 
O filme será projectado na terça-feira 17 de Maio às 16:30 no Grand Théâtre Lumière.
 
B. de M.

Vídeos

Escolher um ano

No dia-a-dia

       1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31

Nous suivre