Allez au contenu, Allez à la navigation, Allez à la recherche, Change language

  • Applications
  • Tumblr

Página inicial > O dia-a-dia

O Diário 2012

20 de Maio
  • Actualités
  • Vidéos
  • Photos
  • Audios

Michael Haneke: «Estou muito contente por ter feito um filme simples»

Dia 20.05.2012 às 12:00 AM - Updated on 26.05.2012 at 11:33 AM

Equipe do filme © FIF/GT
Equipe do filme © FIF/GT

Michael Haneke apresenta Amour, o seu sétimo filme em Selecção Oficial. Junto com Jean-Louis Trintignant, Emmanuelle Riva e Isabelle Huppert, responderam às perguntas dos jornalistas.


Jean-Louis Trintignant sobre a sua participação em Amour:

«Há muito tempo que não fazia filmes. Não queria mais fazer cinema e gosto muito do teatro. Foi porque Haneke, um dos maiores realizadores do mundo, me propôs este papel que aceitei.  Mas não voltarei a fazer outro! Penso que sou melhor no teatro do que no cinema porque no teatro não me vejo a mim próprio. E para este filme, é a primeira vez que gosto de me ver.»


Michael Haneke sobre o facto do seu filme não ser uma denúncia:

«Nunca escrevo filmes para demonstrar alguma coisa. Quando chegamos a uma certa idade, forçosamente o sofrimento toca-nos. Não quero mostra nada de mais, não há nada por trás. Por isso  escolhi rodar num apartamento. Não queria entrar num quarto de hospital, coisa que já vimos muitas vezes. Não havia razão para mudar. Afinal, estou contente por ter feito um filme simples.»


Emmanuelle Riva sobre o seu papel em Amour:

«Senti uma grande confiança com Michael Haneke, sabia que a minha interpretação seria julgado quanto à precisão. Quando me disse para não fazer sentimentalismo, percebi logo. Creio que o caminho juntos não foi difícil, pelo contrário, todas as manhãs ia a correr para o estúdio, e todas as noites dormia no meu camarim.»


QP
 

Áudios

Escolher um ano

No dia-a-dia

  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31

Nous suivre